No âmbito das comemorações do Dia de São Valentim, comummente conhecido como “Dia dos Namorados” e celebrado a 14 de Fevereiro de cada ano, a UCM-FAGREFF em Lichinga, organizou um debate junto dos seus colaboradores em volta da história de São Valentim e do tema Vida Matrimonial.

Para muitos, o dia 14 de Fevereiro é uma data festiva e comemorativa, na qual se celebra a união amorosa entre casais, namorados e amigos. Também é comum que neste dia haja uma troca de presentes e cartões com símbolos de coração. O debate foi moderado pelo Capelão Padre Adelino Lopes, que em sua intervenção partilhou o entendimento bíblico sobre a vida matrimonial. Inspirando-se no Livro de Gn 2, 18-24, que diz “O Senhor Deus disse: não é conveniente que o homem esteja só; vou dar-lhe uma auxiliar semelhante a ele. (…) então, o homem exclamou: esta é, realmente osso dos meus ossos e carne da minha carne. Chamar-se-á mulher, visto ter sido tirada do homem! Por esse motivo, o homem deixará o pai e a mãe, para se unir à sua mulher; e os dois serão uma só carne”.  

O capelão refletiu dizendo que o matrimónio autêntico é uma criação ou instituição divina, porque desde o princípio, Deus quis que o homem não vivesse isolado, solitário e triste. A criação da mulher como sua companheira igual em dignidade é motivo da felicidade. Ambos partilham mutuamente os seus sentimentos na alegria como na tristeza! Aliás, para muitos, a entrega de uma rosa, elogio ou pequeno gesto de atenção pelo (a) parceiro (a) é sempre comovedor e solidifica os laços amorosos do casal ou dos namorados.

Participaram do encontro docentes e CTAs da UCM-FAGREFF, que também individualmente partilharam os seus entendimentos acerca da vida matrimonial e amorosa, dizendo que o matrimónio pressupõe finalidades como “união amorosa, procriação e educação da prole” e que as componentes compreensão, fidelidade e respeito mútuos revitalizam o amor sem esperar um dia especial para valorizar a pessoa amada.

Aproveitou-se o momento para um breve informe sobre o 2019-nCoV, o vírus que tem causado doença respiratória pelo agente Coronavírus recentemente registrado na China. Este informe teve por objectivo difundir mensagens-chave sobre o vírus, as medidas de prevenção e os procedimentos a tomar em caso de ocorrência do surto de Coronavírus na nossa região. De salientar que este informe foi apresentado pelo enfermeiro Conselheiro da UB, o Sr. Henriques Mbuana.

Texto e Imagens: Tapsiny Nunes Manuel - Relações Públicas